Planeta América

Crescimento de Ademir coloca pressão em atacantes do América e dúvida para Lisca

Ademir durante treino no CT Lanna Durmond - Foto: João Zebral / América

Apesar dos problemas em relação a sua quase saída do América, na medida que Ademir vem ganhando novas chances no time do América, mais a situação para os atacantes do Coelho e o técnico Lisca se complica.

O jovem e veloz atacante mostra a cada dia que merece a titularidade do Coelho. Na reta final do Campeonato Mineiro, por exemplo, Ademir foi fundamental para a classificação do América para a final da competição.

Vale lembrar que no duelo contra o Cruzeiro, na primeira partida da semifinal, o jogador entrou no segundo tempo, quando o Coelho perdia por 1 a 0, colocou fogo no jogo e ainda marcou o gol da virada em uma infultrada bastante interessante.

Já na primeira partida da final, contra o Atlético, no último domingo, Ademir foi importante para a pressão que o Coelho deu no Galo no segundo tempo. Ele entrou em campo e, já nas suas primeiras aparições, puxou um rápido contra-ataque. Se não fosse a falta de Allan, certamente o atacante sairia na cara do gol, com Everson. Parado, levou a falta, e o volante alvinegro o cartão vermelho.

A pressão na posição ficou maior. Na frente, soberano, Rodolfo parece não ser tão agredido pelas boas atuações de Ademir. Além de ser uma posição diferente, o centroavante é um dos goleadores do Mineiro 2021. Porém, Bruno Nazário e Felipe Azevedo precisam ficar atentos. Ademir pede passagem.

Lisca está de olho. Em coletivas, já disse que o “Fumacinha” pode recuperar sua vaga entre os 11 iniciais.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments